assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Damares ironiza a sua diferença com o movimento feminista: “sem ódio, sem o cabelo no sovaco”

Ler na área do assinante

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos (MFDH), Damares Alves, concedeu uma entrevista à revista Veja onde declarou ser favorável a Regina Duarte na Secretaria Especial da Cultura e ironizou o movimento feminista.

Segundo a ministra, Regina está passando pelo que ela passou, com críticas e ataques. Porém, ela diz que irá mostrar e provar sua eficiência através do seu trabalho. A ministra afirmou que é "apaixonada" pela atriz e que ela veio com a proposta de unificar a cultura no país.

“Tem muita briga no Brasil. Ela tem sofrido ataques que eu sofri também. Vai responder com trabalho, como eu estou fazendo", declarou Damares

Ao ser questionada se considerava-se feminista, a ministra analisou que é preciso saber a definição exata do termo.

"Se for defender a mulher do jeito que eu faço há 40 anos, mirando a segurança e a proteção dela, eu sou. A diferença fundamental entre mim e os movimentos feministas é que eu lido com as coisas falando de solidariedade, de amor. Sem a raiva, sem o ódio, sem o cabelo no sovaco", rebateu Damares.
da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários