Para combater estragos do coronavírus, Governo Bolsonaro reforça Bolsa Família em R$ 3,1 Bilhões

Nesta segunda-feira, 16, o Governo Federal anunciou através do Ministério da Economia o reforço de até R$ 3,1 bilhões para o programa Bolsa Família.

A iniciativa, segundo estimativas, deve abrir espaço para mais um milhão de beneficiários.

A medida parte do conjunto anunciado de ações para combater os efeitos causados pelo coronavírus no Brasil.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, também irá antecipar o abono salarial, que agora será em julho. No total, o investimento representará R$12,8 bilhões.

Pensando também nos empresários e no desemprego, o governo Bolsonaro vai adiar a cobrança do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por três meses e a parte da União no Simples Nacional pelo mesmo período.

“Durante três meses, 50% das contribuições do Sistema S não precisam ser feitas”, disse o ministro.

Além disso, R$ 21,5 bilhões de valores não sacados do PIS/Pasep serão transferidos ao FGTS. A principal ideia é permitir novos saques, além dos já previstos.

As medidas tomadas pelo Governo Bolsonaro, de fato, são benéficas a sociedade e ajudarão no combate os estragos financeiros causados pela pandemia que chegou ao país.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários