Manifestação Popular: o povo é soberano e o gigante está acordado (veja o vídeo)

Ao cumprimentar apoiadores, Bolsonaro reconheceu que o povo é que manda e por isso foi reconhecido como a pessoa que melhor representa isso

Bolsonaro disse: "melhor adiar a manifestação". Milhões de pessoas ignoraram. O que ele fez? Reconheceu que quem manda é o povo e foi cumprimentar as pessoas, sem frescura, sem álcool gel. Por isso ele tem algo que isentucanos como Dória, Amoedo e etc jamais terão: respeito.

O vírus inspira sim cuidados, mas quem não perde a chance de culpabilizar Bolsonaro por tudo, perde a credibilidade toda. Foi o que aconteceu com a imprensa e alguns governadores que criticaram as manifestações desde que elas foram marcadas, mas não deram um pio sobre o carnaval, jogos de futebol e a festa de lançamento da CNN Brasil. Essa instrumentalização política da pandemia mais atrapalhou do que ajudou a população.

Mais do que apoiar Bolsonaro, a manifestação de 15/03 foi para apoiar as pautas que elegeram Bolsonaro e que estão barradas pelo cartel partidário que instrumentalizou o Congresso. Bolsonaro reconheceu mais uma vez a vontade popular e, por isso, mais uma vez foi reconhecido como a liderança que melhor representa esses anseios. Cresceu.

Isso não resolve por completo o nosso problema, mas foi um recado importante para o cartel partidário do Congresso: o gigante está acordado.

Confira no vídeo:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários