CNN e a “isenção jornalística” desproporcional

Como já escrevi em um texto publicado há alguns dias (1), tomem muito cuidado com a CNN. Ela já está mostrando a que veio: trabalhar pela manutenção da hegemonia da esquerda na mídia, mas agora com o escudo do pomposo nome de “isenção jornalística”.

Na verdade, de isenção não tem nada.

Trata-se de um trabalho de manipulação do inconsciente do telespectador que a CNN faz, que ocorre na narrativa jornalística desproporcional de, em uma reportagem sobre o coronavírus, com uma entrevista com o Presidente da República, Jair Bolsonaro, colocar no ar, após a referida entrevista do Presidente, os Governadores que vêm fazendo-lhe oposição no trato do vírus chinês (Dória e Witzel), e depois os 3 candidatos de esquerda derrotados na eleição presidencial (Ciro Gomes, Guilherme Boulos, e Manuela D’Ávila, a vice de Haddad).

Isso não é ser isento e fazer “contraponto”: são 5 pessoas de esquerda para confrontar a opinião de 1, o Presidente da República.

Na verdade, a CNN colocar no ar a entrevista de uma pessoa igual Guilherme Boulos, que obteve 1% dos votos na última eleição presidencial, como candidato do PSOL (o partido de extrema-esquerda que prega “liberdade no socialismo”), sobre qual política pública adotaria quanto ao Coronavírus, é fazer pouco caso da inteligência do telespectador.

Ou melhor, não é fazer pouco caso, mas corrompê-la, em um processo de “engenharia social”, que Flavio Gordon narra tão bem no seu livro “a corrupção da inteligência - intelectuais e poder no Brasil”, altamente indicado para qualquer um que queira entender porque a Esquerda dominou a política brasileira e a opinião pública da forma que dominou.

Esse Boulos é tão insignificante, para o panorama nacional, que tentar mantê-lo em evidência, dando-lhe espaço em uma reportagem que traz, primeiro, o próprio Presidente da República em entrevista, é mediocrizar a política, e querer dar relevância aos irrelevantes.

Mais uma vez: não se deixem enganar com a CNN.

(1) link para meu texto de alguns dias atrás sobre a CNN:

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/19430/uma-exortacao-aos-movimentos-sociais

Comentários