A Globo quer o caos, para seguir “mamando” e mandando

Como dizia minha mãe: “Calma e canja de galinha nunca fez mal para ninguém!”.

A Globo quer pôr o Brasil em um estado de anarquia.

Quanto pior, melhor para os negócios dela.

Fomenta a discórdia. Enfrenta as autoridades. Cria e fantasia fatos. Mente. Amplia. Semeia o ódio. Não tem limites.

Se precisar, vai por a nação numa GUERRA CIVIL.

Não caiam nessa!

Sem Bolsonaro o que nos sobra é o abismo.

É a tomada do Estado e suas estruturas pelos feudos fedorentos e corruptos de sempre. Pela gente de sempre, que lutamos para enxotar. Mas eles estão aí, como moscas varejeiras.

Os hospitais, as farmácias, os batalhões de polícia, bombeiros, exército, marinha e aeronáutica precisam ser abastecidos de comida, remédios, insumos como soro, água, oxigênio, produtos de limpeza, serviços de manutenção de softwares, hardwares, combustível.

Tudo precisa de embalagens, transportes. Sem isso não tem ajuda!

Os doentes crônicos (com câncer, diabetes, etc.), as parturientes, os motoristas de caminhão, pilotos, médicos, enfermeiros, profissionais de saúde, precisam comer, lavar suas roupas, vestir seus paramentos.

Se tudo parar a vida para!

A Globo quer isso: o caos!

Para dizer orgulhosa, que estava certa e seguir mamando e mandando.

O negócio dela é grana e poder!

É duro, mas é real.

Então vamos ao equilíbrio: grupos de risco ficam em quarentena.

Demais grupos atuam com responsabilidade cívica e sob cuidados extremos.

É complexo, mas não tem outra saída.

Simples de fazer como um caldo de galinha.

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários