Juíza de 1ª instância determina retirada de propaganda do Governo pelo retorno ao trabalho (veja o vídeo)

A publicidade do Governo Federal defende o retorno ao trabalho dos trabalhadores que não comprometeriam o isolamento vertical.

O isolamento vertical é uma quarentena seletiva para idosos e grupos de risco, mantendo os princípios de distanciamento e prevenção amplamente divulgados.

A decisão é da juíza plantonista Laura Bastos Carvalho da Justiça Federal do Rio de Janeiro, com base em pedido do Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com a juíza, a União deve retirar a propaganda de todos os veículos de comunicação, ou qualquer outro meio físico ou digital.

A campanha publicitária foi lançada na quinta-feira (26) para defender a flexibilização do isolamento social (que faz parte das ações de combate ao coronavírus) e retomada econômica.

No Instagram do Governo Federal, podemos entender melhor este posicionamento:

“A quase totalidade dos óbitos se deu com idosos. Portanto, é preciso proteger estas pessoas e todos os integrantes dos grupos de risco, com todo cuidado, carinho e respeito. Para estes, o isolamento. Para todos os demais, distanciamento, atenção redobrada e muita responsabilidade. Vamos, com cuidado e consciência, voltar à normalidade”.

A posição da juíza foi técnica ou política?

Por tudo que tenho visto contra o Governo sobre o assunto, entendo que a politização passou as barreiras da mídia e alcançou a justiça.

Veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários