Carlos Vereza não poupa o Vaticano por falta de generosidade com vítimas da pandemia

O texto do ator Carlos Vereza publicado neste sábado (28) nas redes sociais:

“Como não quero ter um milhão de amigos sempre que não concordar com uma situação não me omitirei. Muito dos males do Brasil se deve ao confortável silêncio de muitos.
Acho que neste momento o Vaticano deveria ser mais generoso com a população da Itália, como acho que a ostentação do Templo de Salomão, em São Paulo, é um acinte às pessoas humildes que o frequentam.
Guio-me pela simplicidade das mensagens do Evangelho que censuram sempre a hipocrisia dos fariseus.
Uma católica fervorosa diz que eu só sei criticar. Provavelmente só leu minha observação sobre o banco do Vaticano e seus 6 bilhões de euros em depósitos.
Se quisesse botar lenha na fogueira, comentaria sobre o livro, No armário do Vaticano, de Frédéric Martel .
Jamais critiquei a fé de quem quer que seja. Refiro-me às instituições.
Soube agora, que o papa doou o equivalente a 400 mil reais para as vítimas da pandemia.
Tirem as próprias conclusões."

Confira:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários