Presidente do Uruguai determina diminuição dos salários do Executivo e Parlamento no combate ao coronavírus

Na última semana, o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, determinou que todo o Executivo e o Parlamento do país deverão ter seus salários reduzidos em 20% para ajudar no combate a pandemia de coronavírus.

A medida reduzirá diretamente o salário de ministros, secretários, deputados, senadores e até do próprio presidente.

A verba arrecadada com o corte será destinada ao “Fundo Coronavírus”.

“Sabemos que o Uruguai não passa por boa fase e que há inúmeras pessoas que ficaram sem trabalho, inúmeros uruguaios que não têm comida, e que todos temos que empurrar o carro, começando pelos governantes”, disse Luis Lacalle Pou.

Além do corte salarial de integrantes do governo e parlamentares, a medida prevê a retenção de 20% do pagamento a diretores de organizações autônomas e serviços descentralizados do Uruguai e o fundo também será abastecido com dinheiro dos salários e dos fundos de pensão de funcionários públicos.

A iniciativa afetará, inclusive, pagamentos de ex-presidentes da República, que recebem cerca R$ 9.400 (convertendo a moeda oficial uruguaia).

Neste primeiro momento, as medidas valerão por dois meses, mas podem ser prorrogadas, caso haja necessidade.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários