Cadê aqueles bravos líderes, que queriam internacionalizar a Amazônia?

Gozado, né? Ainda não vi a Greta, nem o Macron, nem a Merkel, nem o Papa, nem nenhum outro safado progressista abrindo a boca pra falar contra o regime genocida Chinês.

Vamos trabalhar, aqui, somente com números e dados oficiais: 75.000 mortos e mais de 1,3 milhão de infectados, em 191 países. E nem um puxãozinho de orelha em Xi Jinping?

Cadê aqueles bravos líderes, que queriam internacionalizar a Amazônia e esbravejavam sanções contra o Brasil?

Que isso fique claro, para todo e qualquer pateta tupiniquim, que adora bancar o vira-latas e abanar o rabo para o primeiro estrangeiro que fale mal do nosso país.

Em NENHUM momento estiveram preocupados com a floresta, com o meio ambiente ou com a vida de ninguém.

Queriam única e exclusivamente as nossas RIQUEZAS.

Por que não impõe sanções contra a China? Por que não tentam derrubar um regime ditatorial, que ocultou informações e deliberadamente causou uma pandemia mundial?

É simples: PORQUE A CHINA NÃO TEM NADA A OFERECER, além de produtos baratos, oriundos da escravização do povo pelo Partido Comunista.

Não têm 1/10 do que temos no nosso subsolo. Não têm uma fração da nossa biodiversidade.

Então, caro amiguinho "revolucionário", controle essa carência e essa necessidade de que alguém se preocupe com você. Ninguém se importa!

Da próxima vez que um bando de "moralistas internacionais" vier criticar o NOSSO país, antes de se arreganhar todo, lembre-se que eles só querem nos roubar e pare de dar boas-vindas para os ladrões.

"Não vale nada um povo que não sabe defender a honra da sua Pátria." (SCHILLER, Friedrich)

Felipe Fiamenghi

O Brasil não é para amadores.

Comentários