Sexta-Feira Santa, a fé move montanhas: Prefeito decreta oração para paz, alento e consolo

Hoje, dia 10 de abril de 2020 é feriado nacional e um dos dias religiosos mais importantes do ano.

A ‘sexta-feira santa’, como é tradicionalmente e popularmente conhecida, de fato é um dia de muita fé e religiosidade católica, protestante e cristã no geral.

Avaliando o atual momento pandêmico que o país atravessa, essa sexta-feira santa provavelmente será diferente das que a antecederam. A fé a de ser mais ‘forte’ e como demonstração da própria, as orações logicamente serão voltadas ao atual momento de calamidade que aflige todo o planeta.

Como diz a antiga expressão: ‘A fé move montanhas’.

O coronavírus pode ser considerado ‘sim’ uma montanha, afinal, iremos passar sobre ela.

Analisando este raciocínio, uma decisão um tanto inusitada - porém compreensível - aconteceu no interior do Rio Grande do Sul, mas precisamente na cidade de Sarandi, que fica a 330 quilômetros da capital, Porto Alegre.

O prefeito Leonir Cardozo (PP), decretou oficialmente que o seus 24 mil habitantes - independente de sua religião - orem para que a cidade não seja atingida pela pandemia que vem destruindo a paz de muitas famílias em todo o mundo.

O decreto editado pelo Executivo municipal e assinado por Cardozo pede para que os moradores “invoquem o nome do Senhor Jesus Cristo para que Ele nos traga livramento e nos conduza em tudo”.

“Por mais que haja todo empenho e esforço das autoridades para conter os efeitos desta calamidade, mediante decisões de pessoas capacitadas e técnicas, não conseguimos trazer respostas para todos os problemas enfrentados”, diz o prefeito no texto publicado.

Fortemente criticada por veículos de imprensa da ‘grande mídia’, a prefeitura decidiu emitir uma nota de esclarecimento. Na nota, o prefeito deixa claro que a fé na ciência e nos médicos no combate à pandemia do novo coronavírus ainda é o mais importante, porém afirma que a principal intenção do decreto é reforçar que a oração e a fé podem oferecer paz, alento e consolo a população que está preocupada com a doença.

Como dito anteriormente, iremos passar por esta ‘montanha’ e com fé, sabedoria e - porque não? - orações, teremos paz, alento e consolo.

Confira o decreto e pronunciamento do prefeito:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários