Caio Coppolla revela as entrelinhas “malditas” da postura dócil do PT, Centrão e imprensa com o ministro Mandetta (veja o vídeo)

Inicialmente, vale relembrar que o ministro sempre foi um crítico fervoroso do PT. Luiz Henrique Mandetta nunca se deu bem com os petistas. Muito pelo contrário.

Em seu comentário no “Boletim Coppolla”, Caio lembra uma frase de Mandetta sobre a legalização da maconha, quando exercia o mandato de deputado federal, que ilustra bem essa relação:

“Maconha faz mal, dá câncer, pra que você vai liberar? Depois, o cara começa na maconha, passa pra cocaína, vai pro Crack e acaba votando no PT no final do processo.”

Então, na análise do astuto comentarista, a “unanimidade” formada em torno do ministro é explicada pelo simples fato dele ter adotado uma postura diferente da que vem sendo defendida pelo presidente da República. Daí a docilidade da imprensa, do PT e do Centrão.

“O presidente apoia o tratamento experimental a base de hidroxicloroquina, em larga escala. O ministro, até outro dia, não. O ministro acredita que o ideal seja o isolamento social horizontal em todo o território. O presidente não”, argumenta.

Assim, Caio complementa a sua análise demonstrando que o PT, o Centrão e a imprensa estão usando Mandetta como um instrumento para fazer oposição política ao presidente. Não há nenhuma preocupação com o Coronavírus. A questão é meramente política.

Veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários