Delator que recuou e mudou versão, abre o jogo e diz que os netos foram ameaçados

Fernando Moura é amigo de José Dirceu há 30 anos e participou de todas as campanhas do ex-ministro.
Foi dele que partiram as revelações de como Dirceu aparelhou a diretoria de Serviços da Petrobras para alimentar o caixa dois do PT.
Pois bem, na semana passada, na presença do Juiz Sergio Moro, Moura recuou.
"Falei isso?", "Assinei isso?”, foram indagações do delator, na nova postura adotada.
O juiz considerou, diante da mentira do delator, revogar o acordo e os benefícios de Moura. Os advogados de Moura renunciaram a sua defesa.
Menos de uma semana depois, nova mudança de rumo. Moura revela o motivo pelo qual mentiu ao Juiz.
Com a voz embargada, disse que mentiu por causa de uma ameaça que recebera em São Paulo. 
“Um homem branco, de 1,85 metro de altura, aparentando ter uns 40 anos” fez, segundo ele, ameaças veladas a seus netos, que vivem no Rio Grande do Sul.
Moura pediu desculpas e uma nova chance a Moro. 
Moura tem potencial para revelar esquemas que ainda não emergiram na investigação. Especialmente dos primeiros anos do governo Lula. José Dirceu sabe disso.
da Redação

                                               https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política