Quando o crime se casa com a mentira

Qualquer um - governador, prefeito, infectologista, isentão de redes sociais - que afirme que a "adesão ideal à quarentena horizontal para controlar a disseminação do covid-19 é de 70%", está mentindo deliberadamente.

O governo de São Paulo está cometendo esse crime contra a população.

Autoridades citam esse numero aleatório de 70% e aterrorizam com a segunda mentira:

"Se esse percentual não for atingido, os leitos dos hospitais não serão suficientes".

Afirmam essas mentiras, mas não apresentam dados científicos, pelo simples motivo de que não existem.

Não há NENHUM estudo científico, seja no Brasil ou no mundo, comprovando que a quarentena horizontal funcione, e muito menos qualquer estudo sobre esses 70%.

No entanto, há evidências da ineficiência e perigo da quarentena geral. Dois exemplos:

- No combate ao H1N1, evidenciou-se que quanto mais aumentava a quarentena, mais casos surgiam;
- A Itália já tem dados que demonstram que os períodos mais rígidos de sua quarentena corresponderam a um aumento de casos de covid-19, e não diminuição.

Pesquisem essas infos no Google, e, a partir da pesquisa, terminarão em páginas e sites científicos sérios, que estão fora da área de influência da máfia esquerdista.

Marco Frenette. Jornalista e escritor.

Comentários