Com aguçada ironia, Coppola demonstra que o mundo já segue o caminho defendido por Bolsonaro (veja o vídeo)

O “genocida” pode estar certo. Com esse título, o comentarista Caio Coppolla postou o vídeo em suas redes sociais.

E argumenta:

“O Presidente da República defende a flexibilização do ISOLAMENTO SOCIAL e a retomada da economia, o que lhe rendeu adjetivos que vão de ‘irresponsável’ a ‘genocida’.

No Brasil, o isolamento foi implementado horizontalmente, em todo o território e para todas as pessoas (contaminadas ou não; pertencentes a grupos de risco ou não). Esse modelo de ‘quarentena’ rigorosa foi adotado SEM COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA de que retarde ou reduza significativamente o contágio em massa pela COVID-19. Contrariando a lógica, essa política radical de isolamento não levou em conta as diferenças entre regiões em um país continental e desconsiderou a ausência de casos confirmados na maioria dos municípios e regiões do país.

O efeito colateral da paralisação da sociedade é a RECESSÃO ECONÔMICA, que segundo evidências estatísticas, além de EMPOBRECER A NAÇÃO, pode PROVOCAR AUMENTO DA MORTALIDADE tanto pela queda de renda per capita, quanto pela perda de capacidade de investimento do Estado no sistema público de saúde.

ESSES SÃO OS FATOS. Mas pra quem enxerga no Presidente da República um diabólico exterminador de vulneráveis e velhinhos, eles não bastam.

Por isso, utilizando como fonte uma matéria da CNN internacional (https://edition.cnn.com/2020/04/11/health/european-countries-reopening-coronavirus-intl/ ' - Países Europeus estão reabrindo após o coronavírus'), fiz um apelo ao COMPLEXO DE VIRA-LATA daqueles que adoram enaltecer as medidas estrangeiras relacionadas à pandemia.

Este é o primeiro parágrafo da matéria: 'Pessoas na República Tcheca podem comprar em lojas de equipamento e bicicletas, jogar tênis e nadar.

Italianos podem visitar livrarias e usar lavanderias, enquanto jovens retornam para as salas de aula na Dinamarca. A Áustria reabriu o comércio e a Alemanha vai seguir os mesmos passos semana que vem'.

O caso da Alemanha é emblemático: mesmo batendo recorde no número diário de óbitos decorrentes da COVID-19, o país decidiu voltar a funcionar – gradualmente, adotando medidas de distanciamento social e reforçando os cuidados de higiene.

Se você ficou indignado e deseja ofender as autoridades germânicas, ‘genocida’, em alemão, é VÖLKERMORD.”

Veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários