Assim como os EUA, Japão deve cortar verbas para a OMS

O Japão também deverá suspender os repasses de verbas para a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, afirmou que estuda a revisão do financiamento do país ao Órgão.

Segundo informações, a decisão teve iniciativa após as mesmas desconfianças americanas sobre a idoneidade da organização. Entretanto, o corte de verbas só deve ser concretizado após fim da pandemia de coronavírus.

“Nós devemos continuar apoiando firmemente a OMS neste momento. Entretanto, é verdade que existem lá alguns problemas e questões a serem resolvidas”, disse o ministro em entrevista coletiva.

Shinzo Abe ainda reiterou que é necessário analisar todo o contexto do problema apenas quando o surto terminar.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários