Corruptos querem o impeachment de Bolsonaro ainda este ano, alerta deputado (veja o vídeo)

Em entrevista à TV Jornal da Cidade Online, o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) ressalta que Bolsonaro está pagando o preço de ter sido eleito sem uma equipe leal a ele.

“O presidente apostou que essas pessoas teriam trato republicano com a coisa pública. A gente percebe que as pessoas estão ao lado de Bolsonaro, mas não possuem o mesmo espírito republicano do presidente. Mas ele já percebeu que o povo está ao lado dele”, destacou o parlamentar.

Para o deputado, Maia, Alcolumbre e STF nunca foram a favor do Brasil, pelo contrário:

“Eu vi uma reportagem sobre ataques de macacos famintos na Tailândia. Como não havia comida para eles, saíram invadindo a cidade, quebrando tudo. Quando olhei para aquela cena de macacos famintos, eu lembrei o que é Brasília em todos os poderes. Quando você não alimenta esse pessoal, eles viram esses macacos violentos. Bolsonaro decretou a falência de todo o sistema, o sistema não está sendo alimentado, é a imprensa que está faminta, são os políticos que estão famintos... Os políticos só não estão tão famintos assim, porque caras como Mandetta, Onyx Lorenzoni e outros ministros, alimentaram o Centrão, mesmo sem orientação do presidente”, apontou Otoni de Paula.

Sobre as possíveis compras superfaturadas aproveitando a crise do coronavírus, o deputado cobrou firmeza do ministro Sergio Moro:

“Tem gente que não acredita que o Brasil é outro, que não dá mais para fazer a molecagem que se fazia antes, a picaretagem que se fazia antes. No Rio de Janeiro, Wilson Witzel está começando por onde Cabral terminou, se montou uma verdadeira quadrilha no governo do estado, os caras não têm medo de roubar, de superfaturar... Se o Moro ainda for ministro da justiça após esse COVID-19, se ele não botar a Polícia Federal dentro dos estados para fazer um pente fino da roubalheira, ele é frouxo! Eu espero que ele não tenha mudado. Se não mudou, essa turma vai para a cadeia”, ressaltou o parlamentar.
da Redação

Comentários