Mulher de Marcondes, chora, clama por inocência e pede que a deixem cuidar da filha

Cristina Mautoni, sócia e esposa do lobista Mauro Marcondes, depôs nesta terça-feira (2) na Justiça Federal em Brasília e afirmou que não sabia de nada em relação aos ‘negócios’ do marido.


“Se desconfiasse de alguma coisa, teria encerrado naquele momento. Não consegui entender porque estou presa”, disse Cristina

Sobre a contratação da LFT Marketing Esportivo, de Luis Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ela confirmou que fez o pagamento de R$ 2,5 milhões, mas não soube dizer qual foi o serviço prestado.

É bastante provável que Cristina não participasse das negociações e que desconhecesse os negócios obscuros de Mauro Marcondes, de qualquer forma foi extremamente omissa e, obviamente, paga pela omissão.

É comum para algumas pessoas, ou para algumas esposas ou para alguns sócios, fazer vistas grossas quando o dinheiro está jorrando.

Cristina e o marido são réus na Operação Zelotes e estão presos desde o ano passado em Brasília. Ambos são acusados de envolvimento em suposto esquema de compra de medidas provisórias e decisões do governo para favorecer montadoras e fabricantes por meio de pagamento de propina a agentes públicos.

No fim do depoimento, Cristina pediu para que o juiz a liberasse. Chorando, disse que a filha estava desassistida, uma vez que ela e o marido estavam presos. “Queria pedir para o senhor me deixar cuidar dela. Depois que o pai foi preso, ela implorava para que eu não a deixasse. Dormia agarrada comigo todas as noites. Isso me matava todos os dias. Peço ao senhor para eu poder cuidar da minha filha.”

da Redação

                                         https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça