Jorge Hori

Articulista

O Brasil em que o desânimo substituiu a falta de confiança

A crise econômica de 2015 foi fortemente afetada pela falta de confiança por parte dos agentes econômicos, tanto os produtores, os investidores, como os consumidores. Foi a tônica do Governo, propondo o ajuste fiscal como o medicamento principal para restabelecer um ambiente de confiança e, com isso, retomar o crescimento da economia. 

Por diversas razões, mas como a principal a crise política, o ajuste fiscal só foi feito parcialmente. E a confiança não foi restabelecida. 

O risco do impeachment da Presidente ficou reduzido e a sociedade passou a aceitar como a probabilidade maior a permanência da Presidente até 2018. 

A desconfiança foi substituída pelo desânimo. Não se acredita que haja forças do Governo para a reação. Não há alternativas a não ser paciência. 

Com um governo presidencialista, sem Presidente, o Governo não terá condições de investir, de tomar iniciativas. Eventual reação da economia dependerá inteiramente do setor privado. Que reagirá pela necessidade de sobrevivência.

Jorge Hori

                                            https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

Jorge Hori

Articulista

Siga-nos no Twitter!

Mais de Jorge Hori

Comentários

Notícias relacionadas