As declarações criminosas de FHC

Na entrevista que concedeu ao Estadão (edição de domingo, 19), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso declarou que seu pupilo, Luciano Huck, desceu na crise e o governador tucano, João Dória, subiu !

Errou feio: os dois estão na mesma altura desde que embarcados nos jatinhos comprados com empréstimos do BNDES, a juros subsidiados pelos contribuintes brasileiros, lembrando que o privilégio só era concedido aos amigos íntimos da Corte então comandada por Lula e depois por Dilma Rousseff.

Não se entende como um político com a sua experiência deixe de considerar numa análise sobre a crise, fatos de tal relevância.

HÁ REMÉDIO SIM

Logo no começo da entrevista, ao defender a continuidade do isolamento social, declarou que não há remédio e nem vacina contra o Vírus de Wuhan, uma afirmação criminosa porque pronunciada na semana em que o Hospital da Prevent Senior em S. Paulo anunciava os resultados excepcionais no tratamento de centenas de idosos com hidroxicloroquina e azitromicina!

Para quem não sabe, a Prevent é um seguro de saúde assinado por nada menos de 25% da população idosa da Grande S. Paulo, com mais de 20 milhões de habitantes.

Desde que desenvolveu o protocolo de uso desses dois medicamentos e passou a tratar os infectados precocemente não registrou mais nenhum óbito.

A grande maioria dos idosos infectados é tratada pelo programa de telemedicina, com rara necessidade de internação e nenhuma entubação !

DECLARAÇÃO INSENSATA

FHC chamou também de “insensata” a demissão de Henrique Mandetta em meio à Pandemia.

Como fundador do segundo partido mais corrupto do Brasil, o PSDB, FHC certamente desejaria que Mandetta concluísse a “obra” que “brilhantemente” começou, pois a demissão impediu que ele cumprisse os contratos bilionários – e desnecessários – na compra de máscaras, respiradores e muitos outros badulaques da China.

Caso tivesse cumprido, lá estavam de prontidão os dois “assessores” de Mandetta – José Carlos Aleluia, o Missa nas planilhas da Odebrecht e Abelardo Lupion, o Lupa, nas mesmas planilhas, onde figurava outra personalidade ligadíssima a Mandetta, o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o Botafogo.

Sobrariam comissão e propina para todos, né FHC?

Dirceu Pio. Jornalista

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários