Incompetência contagiosa, de governador para prefeito (veja o vídeo)

Prefeitos abraçam quarentena sem critério e aprofundam a crise

Sintonizado com o governador João Dória, o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, prorrogou - novamente e sem critério - a quarentena. Deste vez, até 10/05 e ninguém sabe se quando chegar perto da data, não será prorrogada outra vez.

Em postagem feita no último sábado (18), em seu Facebook, ele fez algumas afirmações sobre as quais vale comentar e que podem servir de referência para o que acontece em várias cidades pelo Brasil.

1 - "O isolamento social tem sido o único remédio eficaz para enfrentar e vencer o coronavírus". Pergunto: se a prefeitura faz tudo com base científica, onde estão os artigos publicados que comprovam a eficácia da quarentena? E os tratamentos com cloroquina, que têm demonstrado resultados positivos? A prefeitura está usando ou está esperando algum remédio caro pra fazer compras sem licitação?

2 - "Até aqui, a colaboração da população foi fundamental para achatarmos a curva de novos casos e evitarmos o avanço desenfreado da doença". Ora, se a população está colaborando, qual é a necessidade de fechar a praia e manter o comércio fechado? Por que ainda não foram criados protocolos para o funcionamento das atividades comerciais e produtivas?

3 - "…será desenvolvido um estudo epidemiológico imediato, para identificar qual o nível de circulação do vírus na região, com testagem de 10 mil pessoas". Ora, se um estudo ainda será desenvolvido, como se pode afirmar que o isolamento "tem sido o único remédio eficaz" e que alguma curva foi achatada?

A quarentena, do jeito que está sendo feita, mais parece uma cortina de fumaça, uma ação quase às cegas e feita para os quase cegos, que serve para mascarar a incompetência e o oportunismo político de quem está jogando milhões de pessoas na pobreza e miséria.

Confira:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários