Prefeito “maluco” de Fortaleza impõe o terror e quer multar, interditar e cassar alvarás de empresas

O Ceará agoniza, especialmente a Capital.

O governador é o petista Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza é Roberto Cláudio, médico, pedetista, seguidor da cartilha dos irmãos Ferreira Gomes, aqueles que costumam resolver problemas com truculência, usando até mesmo ‘retroescavadeira’.

Nesta quarta-feira (22) a Câmara Municipal da Capital está votando um projeto de lei que pode endurecer as punições para quem descumprir as regras de isolamento social durante o período de situação de emergência para o combate ao novo coronavírus.

A iniciativa do prefeito prevê que estabelecimentos possam ser multados, fechados, interditados ou mesmo ter o alvará de funcionamento cassado.

Furar o confinamento será considerado infração gravíssima.

O texto do decreto também dá ao Executivo permissão para fazer apreensões.

A população está indignada. Sem condições de prover o sustento familiar, o cearense ainda corre o risco de ser multado, ter o comércio fechado e os bens apreendidos.

Tudo de acordo com o livre arbítrio dos fiscais.

Uma temeridade!

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários