Mas, afinal, você acredita na imprensa ou nos seus próprios olhos?

Há quase dezesseis meses completos Bolsonaro é Presidente do Brasil.

Há, pelo menos, três anos ele é destaque na imprensa e nas redes sociais.

Desde então, toda sorte de mentiras sobre ele e sobre seu caráter, seu comportamento e sobre suas intenções já foram ditas e desmentidas. Todavia, aqueles que estão mentindo durante tantos anos continuam sendo ouvidos. E muita gente acredita, inclusive apoiadores do Presidente. É por isso que me surge a pergunta: mas, afinal, você acredita na imprensa ou nos seus próprios olhos?

A experiência que vivemos após esse período de evidência de Bolsonaro parece não ter bastado. Todos os dias e semanas a imprensa inventa, mente, dobra a aposta na mentira e muitos de nós ficamos em dúvida. Estou falando isso dessa vez por conta dos atuais rumores de que Bolsonaro se vendeu pro Centrão e de que nomearia Roberto Jefferson para o Ministério do Trabalho, que seria recriado.

UM EXEMPLO

Vou me concentrar em um único exemplo para não me estender demais. Vamos à mentira a hipótese de que Bolsonaro recriaria o Ministério do Trabalho e nomearia o delator do Mensalão para o cargo.

1°. A mentira se sustenta no fato de que Roberto Jefferson colaborou com Bolsonaro recentemente denunciando o golpe premeditado por Rodrigo Maia. Bolsonaro retribuiria em gratidão com um Ministério. Ao acreditar nessa hipótese, o cidadão precisa esquecer de Magno Malta e Gustavo Bebianno.

O primeiro, deixou de lutar por sua reeleição ao Senado pra ajudar Bolsonaro a ser presidente. Não foi nomeado para nenhum cargo ou ministério. Bebbiano, por sua vez, foi nomeado, mas bastou cometer alguns erros para ser demitido.

2°. Bolsonaro prometeu a diminuição do número de ministérios e o fim deste monumento ao atraso que era o Ministério do Trabalho. Cumpriu. Não faz nenhum sentido recriá-lo.

3°. Roberto Jefferson delatou o Mensalão, mas era um envolvido no esquema. Foi cassado, condenado criminalmente e preso. Cumpriu a pena. Mas foi preso por corrupção. Bolsonaro já deu inúmeras provas de que não nomeia ministros por critérios políticos, quanto mais se o político é um corrupto notório, ainda que tenha pago sua pena e, em tese, não estar mais cometendo o mesmo pecado.

POR QUE AS PESSOAS AINDA ACREDITAM NA IMPRENSA?

O cidadão comum, mesmo o bolsonarista, ainda fica dividido sobre a grande imprensa. Como ela fala a verdade eventualmente, nunca se sabe se dessa vez é mentira ou não. Todavia, quando há uma contradição gritante entre o histórico do presidente e o que é dito pela imprensa, nossa experiência já deixou claro: é mentira. Descarte essa notícia.

A rigor, meus amigos, a grande imprensa deve ser evitada. Não há nada que se aproveite em um lamaçal, ainda que eventualmente dele brote um lírio. Desliguem a grande imprensa. Esqueçam todos as mídias do Grupo Globo, do Grupo Abril, do Grupo Folha, do Estadão, do Antagonista e de outros tantos afins a estes.

ONDE SE INFORMAR?

Há bons sites com notícias corretas e honestas como Conexão Política, Crítica Nacional, Jornal da Cidade Online e Terça Livre, por exemplo. Não à toa, todos estes acusados pela grande imprensa daquilo que ela é. Na grande imprensa eu recomendo apenas o programa Os Pingos nos Is, da Radio Jovem Pan. E mesmo nesta rádio, apenas este programa, pois ele tem a credibilidade de Augusto Nunes nos comentários.

Porém, o mais importante é que você acredite na sua experiência e nos seus próprios olhos. E eles já nos comprovaram que quem duvida do Presidente, no final das contas e via de regra está errado.

Thiago Rachid

Conheça o blog do autor: Clique Aqui

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários