A palavra de Maurício Valeixo sobre a sua demissão do cargo de diretor-geral da Polícia Federal

Ler na área do assinante

Na manhã desta quinta-feira (23) o diretor-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo, em reunião por videoconferência com todos os 27 superintendentes da Polícia Federal de todos os estados do país, disse que pretendia deixar o cargo.

Valeixo justificou que está cansado e que já havia conversado com o ministro Sérgio Moro no início do ano, sobre o assunto.

Nessa conversa com Moro, o delegado disse que estava num momento de exaustão, devido ao ano tenso vivido em 2019.

A conversa de Valeixo, comunicando a sua demissão para os superintendentes, vazou.

Entrou a grande mídia e criou a farsa de que Moro estaria demissionário, porque o presidente Jair Bolsonaro teria demitido o diretor-geral da PF.

Pura falácia. Inclusive, na videoconferência, Valeixo descartou com veemência que sua saída é movida por pressões políticas.

Em suma. Valeixo está deixando o cargo por decisão de cunho pessoal e Moro irá indicar o seu substituto.

O resto é politicagem e fake news.

Fonte: Estadão

da Redação
Ler comentários e comentar