Bolsonaro faz curiosa revelação sobre o diretor da OMS (veja o vídeo)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) tem se mostrado muito abaixo do necessário para a grande responsabilidade que exerce no mundo. Polêmicas e revelações chocantes sobre o órgão tem vindo a tona durante essa pandemia.

Nesta quinta-feira, 23, uma nova e importante informação sobre a OMS foi dada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em sua tradicional 'live', o presidente desmascarou a hipocrisia da organização, revelando que o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, não é médico.

“Eu estou respondendo a processo dentro e fora do Brasil, estou sendo acusado de genocídio por ter defendido uma tese diferente da OMS. O pessoal fala tanto de seguir OMS… o diretor-presidente da OMS é médico? Não é médico”, rebateu Bolsonaro.

De fato, Tedros realmente não é médico. O diretor-geral da OMS é um político etíope, e sua formação acadêmica é em biologia, não em medicina.

O chefe do Executivo ainda fez uma comparação usando a Caixa Econômica Federal.

“Mesma coisa que falar aqui no Brasil que o presidente da Caixa não fosse alguém da economia. Não tem cabimento. Se eu fosse presidente da Caixa, não iria fazer nada”, disse.

Confira:

da Redação

Comentários