O pulo de Moro: Quem mata a charada é Valeixo

Quem mata a charada de tudo isso é Maurício Valeixo, o ex-diretor-geral da Polícia Federal. Afinal o imbróglio se deu por sua causa.

O que disse Valeixo ao jornal Estadão, dia 23, quinta-feira? Disse que saiu por livre e espontânea vontade, não por pressão de Bolsonaro ou por pressão política ou de aliados de políticos.

Procure a entrevista sob o título de "Valeixo se diz cansado".

Em nenhum momento confirma o que Moro afirma.

Ao contrário, DESMENTE Moro.

Eis aqui:

“O delegado Maurício Leite Valeixo, diretor geral da Polícia Federal, comunicou nesta quinta-feira, 23, a todos os superintendentes regionais da corporação nos Estados, que está cansado e que no início do ano conversou com o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) sobre seu desejo de sair do comando. Ele disse a seus pares que o motivo de sua saída NÃO tem relação com qualquer inquérito que eventualmente possa incomodar o presidente Jair Bolsonaro.”

Leia mais:

“Na videoconferência desta quinta, 23, Valeixo DESCARTOU com veemência que sua saída é movida por pressões políticas. Ele afastou rumores de que sua disposição em dar adeus à cadeira número 1 estaria relacionada a uma reação de aliados de Bolsonaro por causa de investigações que incomodam o Planalto.”

(Reportagem de Fausto Macedo e Pepita Ortega 23 de abril de 2020 | 14h16 sob o titulo de “Valeixo diz a todos os chefes da PF que ‘está cansado’”.)

Analisemos friamente: por que Moro afirmou tudo aquilo?

Não tinha conhecimento da reportagem de Valeixo, que disse exatamente o contrário de Moro?

Qual o motivo?

Sei que é doloroso para todos e para mim, ainda mais constatar que Moro mentiu!

Eu sempre o tive como exemplo.

Estou decepcionado!

Mas a verdade deve ser dita doa onde doer!

Qual o seu verdadeiro motivo?

Moro atravessou a trincheira...

Atravessou blindado por sua biografia.

Foi para o outro lado da trincheira.

Imaginou que sua palavra era lei, ninguém o contestaria em virtude de suas ações contra a roubalheira no país.

Só não contava com a entrevista de Valeixo dizendo exatamente o contrário daquilo que acusa o Presidente!

Por que Moro fez isso? Quais suas motivações? O canto inebriante dos holofotes da fama o enfeitiçou? Agora, num duplo salto carpado, demitiria também o Presidente?

Sim, o General Moro desertou, achou que o outro lado da trincheira lhe oferecia mais segurança, mais prêmios, em troca de asilo e acolhimento ofereceu a cabeça do Presidente.

Deu um passo completamente errado!

Moro tem inimigos poderosíssimos que desde sexta-feira espocam champanhe comemorando sua saída: Lula/PT/Empreiteiros/Toffoli/GilmarMendes/Lewanndowski/Deputados/Senadores/Odebrecht/Kakai e sua banca de advogados/.... a festa não para.

Viva!

Moro não é mais nada! Moro não é juiz, não é Ministro. É um desempregado! Viva!

Em seu suicídio Moro tenta levar Bolsonaro.

Precisamos juntar forças e esquecer Moro.

É carta fora do baralho.

Precisamos limpar a sujeira e isso não será feito do dia para noite.

Levará tempo, contratempos, idas e voltas.

O importante é não retroceder e devolver aos comunas/corruptos/petistas aquilo que foi conquistado duramente: A PRESIDÊNCIA!

Texto de Carlos Sampaio

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários