Sem jogo político, MG tem números baixíssimos de Covid-19 em comparação a SP, RJ e CE

Analisando os números do coronavírus no Brasil é perceptível a diferença estrondosa entre os estados comandados por mandatários de atitudes extremistas e outros no qual governadores considerados ‘sérios’ e que não estão se utilizando de forma oportuna da pandemia para fazer seus ‘jogos políticos’.

Segundo os dados do Ministério da Saúde, atualmente o estado que mais teve casos confirmados da doença e por consequência mais óbitos foi São Paulo, comandado por João Dória.

Até esta segunda-feira, 27, São Paulo conta com incríveis 20.715 casos confirmados e lastimáveis 1700 óbitos.

Mesmo com as atitudes ditatoriais de Dória, como o isolamento forçado e proibição de retorno ao trabalho, fazendo com que muitos cidadãos paulistas passem por desnecessárias dificuldades financeiras, não refletiu nos dados do Covid-19 em SP.

Os números são muito diferentes, por exemplo, dos apresentados pelo estado de Minas Gerais, que atualmente tem 1548 casos confirmados e 61 óbitos.

O governador de MG, Romeu Zema, até o momento mostrou-se realmente preocupado com a população de seu estado e sequer entrou em qualquer discussão política, muito diferente do seu colega de SP.

Mesmo se levarmos em conta a população de cada estado (SP: 45,91 milhões e MG: 20,87 milhões) a diferença ainda é absurda.

A mesma comparação pode ser feita com estados como o Ceará (8,84 milhões de habitantes e 327 óbitos) e Rio de Janeiro (17,2 milhões de habitantes e 645 óbitos), ambos adotaram medidas extremistas. Camilo Santana e Wilson Witzel vem se valendo do surto para atacar o governo e fazer politicagem.

Tanto SP, CE ou RJ estão com números absurdamente maiores do que Minas de Romeu Zema.

Se levarmos em conta ainda a taxa de mortalidade, MG tem mais de 10 vezes o número menor do que os demais estados citados.

É impossível não crer que política e saúde não estão envolvidas nessa pandemia.

Infelizmente, quem sofre - como sempre - é a população.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários