Moro mordeu a isca!

As últimas declarações de Sérgio Moro mostram como ele percebeu que se encrencou e agora está tentando consertar.

Para quem não viu, Moro deu entrevista ao Globo, dizendo que errou no pronunciamento e que, na verdade, as interferências de Bolsonaro não começaram em janeiro e sim depois de 12 de março.

Chama atenção o fato que 12 de março é após a entrevista de mais de uma hora que Moro deu à GloboNews defendendo que não existia interferência.

Fica claro que Moro se acuou porque se colocou sozinho em uma armadilha....

Se mantivesse as acusações de que as tentativas de interferência começaram em janeiro, ele teria prevaricado.

O mais interessante é que, até agora, as tais provas cabais não surgiram.

O anúncio que elas viriam no Fantástico não se manteve.

Moro está em maus lençóis....

Ele, agora, só poderá usar provas a partir de 12 de março para não se contradizer de novo.

Enquanto isso o país continua aguardando...

Flavia Ferronato. Advogada. Coordenadora Nacional do Movimento Advogados do Brasil.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários