BBB- Big Brother Brasil - A futilidade do ócio não criativo

O Big Brother Brasil deveria ser proibido, é um programa ridículo, que não forma a consciência, que deforma, é vulgar, repleto de cenas de vadiagem, sustentado por empresas e telespectadores que se moldam ao ócio, a uma vida fora da ética, do respeito, e isto é apenas a ponta do "iceberg", não sei o que a Globo faz para ser tão medíocre, afundando mais a sua audiência, e mostrando que para ela, o que vale é o dinheiro, o poder, já não chega tanta violência retratada nas novelas, cenas de banditismo e bandidagem, gente que faz parte de facções criminosas, e isto é mostrado como algo comum.
A sociedade não pode ser moldada pela televisão, preferencialmente, não assisto este programa, por entender que ele não é referencia ou modelo para a família, para o país.
Existem aqueles que gostam de torcer e até indicar pessoas para sair do programa, quando vejo as propagandas que sugerem a votação, lembro que o povo vive a vã filosofia de "pão e circo", chega a ser algo triste, alguém optar por personagens eivados de grosseria, sem qualquer senso de respeito.
Pergunto se não há alguma forma de interpelar este programa, que não é modelo para a convivência doméstica.
Como tenho a liberdade de mudar de canal, faço isso de forma consciente, melhor do que ficar diante de um aparelho, perdendo meu tempo, ouvindo pessoas que não me dizem nada, que não representam nada na minha trajetória pessoal.
É claro que o Pedro Bial, gosta do BBB,
afinal, ele ganha mais de 3 milhões de reais pra apresentar um espetáculo vazio, inútil, pena que ele, se deixe manipular por esta farsa que é o Big Brother Brasil, algo profundamente detestável, inegavelmente, deprimente. vergonhoso, que ofende a moral e aos costumes.
Por que a televisão não pensa em tratar dos temas reais, de falar diretamente sobre a realidade brasileira, da crise, dos problemas que estão na mídia, dos temas, como corrupção no Congresso, Senado, do governo Dilma, que é tão impopular e irresponsável, por que não se abre espaço, pra mostrar o mundo real, onde crianças são queimadas vivas, e isto não é manchete, apenas passa como um dado estatístico, afinal, a quem interessa a manutenção da tirania, do poder opressor do Estado Islâmico, varrendo o mundo com tragédias todos os dias? 
Acho que o povo brasileiro, precisa ser mais coerente, e entender, que não precisamos de BBB, outrossim, de pensar o mundo, o país, sem se ater a uma leitura fantasista da realidade. 
Infelizmente, o povo parece entorpecido, preso, atado ao vício de uma realidade crua, que penaliza a todos nós, que vitima a família, que torna refém os valores e que tenta ousar mudar a consciência daqueles que não suportam a futilidade do ócio, mostrada tão claramente no Big Brother Brasil.
Pio Barbosa

                                     https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

Pio Barbosa Neto

Articulista. Consultor legislativo da Assembleia Legislativa do Ceará

Siga-nos no Twitter!

Mais de Pio Barbosa Neto

Comentários

Notícias relacionadas