Bolsonaro aprende a jogar o jogo e dá a volta no STF

Bolsonaro aprendeu a jogar o jogo, NÃO RECLAMEM!

Ou aprende, ou estaria em situação ainda mais complicada, nessa luta contra o sistema.

Se não pode nomear o Papa, nomeia o enviado!

Boa sacada!

Vamos ver qual será a desculpa agora...

"Ainnn, ele é amigo do amigo do presidente!"

Rolando Alexandre é o novo diretor-geral da PF.

Na manhã desta segunda-feira, 04, o presidente da República bateu o martelo.

A nomeação consta no Diário Oficial da União (DOU).

O decreto foi assinado por Bolsonaro e pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça.

A decisão da nomeação por Rolando Alexandre para o cargo aconteceu após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, interferir na indicação de Alexandre Ramagem.

Rolando até o momento era secretário de Planejamento e Gestão da Abin (Agência Brasileira de Investigação) e tem o aval de Ramagem. Segundo informações, Ramagem considerava o novo diretor-geral da PF o seu ‘braço direito’.

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários