Bolsonaro, a extrema-imprensa e as “mentiras” impostas ao “mundo do leigo”... E a realidade

No mundo do leigo, Bolsonaro tentou substituir o delegado implacável que conduz com destemor as investigações sobre Flávio e Queiróz.

O leigo não sabe, no entanto, que há diferentes instituições de persecução penal.

O leigo não sabe sequer o que é persecução penal.

O leigo, então, não consegue assimilar os fatos de que as investigações contra Flávio e Queiróz são conduzidas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, e que nada há contra Flávio e Queiróz no âmbito da Polícia Federal.

Então o leigo acaba acreditando que Bolsonaro, ao substituir o diretor-geral da Polícia Federal, quis proteger seu filho que é investigado por procuradores do RJ.

E o leigo assim é condicionado a pensar que Bolsonaro favorece a corrupção.

Daí o leigo se diz envergonhado por ter votado em Bolsonaro e mal sabe que está passando vergonha é por ser tão leigo.

(Texto que está circulando nas redes sociais, de autoria ainda não identificada)

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários