Jornalista militante ataca PF e família Bolsonaro na internet e causa revolta

O jornalista Claudio Tognolli desferiu ataques a Polícia Federal e a família do presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais nesta segunda e terça-feira, dias 4 e 5.

Através de charges, o jornalista, que também é autor de dois livros ‘assassinato de reputações’, adulterou o brasão da PF, trocando a palavra ‘Polícia’ por ‘Milícia’.

Confira:

Indignados com tamanha falta de respeito, o Sindicato dos Policiais Federais em Goiás (SINPEFGO) respondeu a provocação de Tognolli.

“Lamentável o desrespeito com a instituição PF e com seus servidores, independente da ideologia dos responsáveis pela imagem e postagem”, escreveu o SINPEFGO.

O texto do sindicato ainda manifestou que qualquer indignação com o governo poderia ter sido exteriorizada de outra forma, sem afrontar uma entidade de Estado e seus servidores.

Em outra charge, Tognolli ataca novamente a PF usando a família Bolsonaro de forma pejorativa e sem qualquer sentido.

No desenho aparece a caricatura de um policial de costas e na parte de trás de sua farda os dizeres ‘Protege Filhos’ está por cima de ‘Polícia Federal’.

“Sob nova direção”, diz no canto superior da charge.

Confira:

Um dos membros da Polícia Federal de SP, lamentou o fato, e questionou a legitimidade do ato praticado por Claudio Tognolli.

“Ele pode deturpar um símbolo nacional regulado em lei?”, indagou.

Até que ponto pode chegar a militância escancarada de um jornalista esquerdista?

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários