O alvo de Bolsonaro na PF do Rio pode ser a Globo!

Gostaria de dar o assunto exoneração de Moro, como página virada. Mas a Globo, o Celso de Mello e o Alexandre de Moraes não deixam. Tentam, sem evidencias, baseados somente em indícios, criar a construção de uma narrativa que aparentemente se mostra frágil, embora, a bem da verdade, sempre possível.

A de que o Presidente pretende intervir nas investigações de supostas condutas tidas por supostamente ilícitas de seus filhos no Rio de Janeiro.

É uma cortina de fumaça, pois a questão das “Fake News” já está mais que esclarecida pelos depoimentos colhidos na CPI junto ao Congresso. E o caso do Senador Flávio Bolsonaro, o conjunto probatório é absurdamente frágil para justificar tamanho esforço e estardalhaço. Tanto que hoje foi arquivado ainda em fase de inquérito.

Então, o que estaria motivando Bolsonaro a buscar nomear pessoas da sua confiança junto à Direção Geral da PF e junto à Superintendência do Rio de Janeiro?

Algo muito mais profundo: os tentáculos e ligações da Rede Globo com o que há de pior no Brasil.

Ai, não se trata de indícios, mas de fatos.

Já existem procedimentos em andamento contra as empresas Globo, investigando desde vultosa sonegação de impostos, até o repasse de verbas milionárias do erário do Município e do Estado e da União (em gestões passadas), bem como repasses de valores também milionários de forma - ao que tudo indica - ilegal em favor da Fundação Roberto Marinho, segundo denúncias do Prefeito Crivella.

E esses procedimentos, até onde se sabe, andam a passos de tartaruga.

Será por quê?

Bolsonaro disse à Moro: "-Você tem 27 superintendências, só quero uma".

E Moro, ao depor, perguntado se o presidente da República, em algum momento lhe solicitou relatórios de inteligência que subsidiavam investigações policiais respondeu: “- que o Presidente nunca lhe pediu!”.

Sintomático a Globo sempre ter apoiado Moro. E receber de Moro, antes de todos, os “briefing’s” dos detalhes da sua saída.

Essa hipótese do bom estrategista estar atrás dos irmãos metralha, não pode e não deve ser descartada. E a barreira para impedir esse avanço, está nas cansativas editorias dos jornalísticos da emissora, com o auxílio luxuoso de ministros do STF.

Bolsonaro é mais esperto do que pensa a nossa vã filosofia.

Além de por a vida da Globo às claras, ele quer por a mão no ninho das cobras, na matriz de tudo o que está por trás e sustenta a corrupção: o crime organizado, o tráfico de armas e de drogas e que dá suporte a essa estrutura do mal.

Será que a Globo tem algo a ver com isso tudo?

Luiz Carlos Nemetz

Advogado membro do Conselho Gestor da Nemetz, Kuhnen, Dalmarco & Pamplona Novaes, professor, autor de obras na área do direito e literárias e conferencista.
@LCNemetz

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários