assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

66% dos infectados estavam em casa segundo pesquisa apresentada pelo governador de NY (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Atualização 08/05/2020 às 20:55

Originalmente divulgamos que os dados apresentados pelo governador de Nova York comprovavam a ineficácia do isolamento social no local. Entretanto, os dados apenas mostram que as pessoas que estão em casa tiveram contato com pessoas infectadas. O número de casos em Nova York parece apresentar redução após a data do decreto que determinou o isolamento social, no dia 22 de março.

Nesta quarta-feira, 6, o governador de Nova York, Andrew Cuomo, afirmou que um levantamento feito por um instituto de pesquisa apontou que incríveis dois terços dos pacientes, recentemente hospitalizados, foram infectados mesmo estando dentro de casa.

Para Cuomo, o resultado é “chocante”.

“É uma surpresa. Sessenta e seis por cento das pessoas estavam em casa, o que é chocante para nós”, disse o governador, em entrevista coletiva.

Atualmente Nova York é o estado americano mais afetado com o surto e está entre os locais do mundo que mais sofreu com a pandemia, com inacreditáveis 319 mil casos confirmados e quase 20 mil mortes.

A pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Médica Feinstein em Manhasset, contou com dados que vieram de 113 hospitais que relataram informações sobre pacientes em tratamento para Covid-19 nos últimos três dias.

“Eles não estão trabalhando; não estão viajando. [...] Estávamos pensando que talvez encontrássemos uma porcentagem maior de funcionários essenciais que estavam ficando doentes porque estavam indo para o trabalho – que podem ser enfermeiros, médicos, trabalhadores de transporte público. Esse não é o caso. Eles estavam predominantemente em casa”, reiterou Cuomo, visivelmente surpreso com os dados.

Confira:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários