Com novo ministro e novo presidente no STF, Lula e Zé Dirceu fatalmente voltarão para a cadeia em 2021

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve nesta quarta-feira (6) a confirmação de sua segunda condenação criminal em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

O último recurso do processo do sítio de Atibaia nessa instância, foi finalmente julgado. Embargos de Declaração, sabidamente, meramente protelatório.

Noutros tempos, Lula e Zé, ambos com condenações em 2ª instância, estariam cumprindo suas penas devidamente guardados no xilindró.

Entretanto, recentemente, o STF mudou o seu entendimento e acabou beneficiando os dois meliantes.

Porém, brevemente tudo deve mudar novamente em nossa suprema corte.

Ainda este ano, o ministro Celso de Mello se aposenta compulsoriamente.

O nome que irá substituí-lo será indicado pelo presidente Jair Bolsonaro. Certamente será alguém favorável a prisão de criminosos após condenação em segunda instância.

E, também , ainda este ano, Dias Toffoli deixa a presidência do STF. Em seu lugar, assumirá o ministro Luiz Fux, que é favorável a prisão após a condenação em segunda instância.

Logo, acredita-se que em 2021, Fux deverá novamente pautar o tema para votação em plenário,

A correlação de forças no tribunal estará alterada e a mudança de posicionamento é certa.

O detalhe é que em julho de 2021, o ministro Marco Aurélio de Mello também deixará a corte.

A escolha também será de Jair Bolsonaro e o escolhido deverá sacramentar o entendimento da corte e selar o futuro dos dois condenados, Lula e Dirceu.

da Redação

Comentários