Sérgio Moro aliado da OAB?

Em julho de 2019, quando surgiram as notícias do ataque hacker contra a Lava Jato, o Conselho Federal da OAB aprovou moção sugerindo o afastamento do então ministro Sérgio Moro de suas funções com ataques contundentes a sua honra, tendo eu naquela época feito o primeiro Manifesto dos Advogados do Brasil, em defesa de Sérgio Moro, Deltan e da Operação Lava Jato, e daquele ato nasceu o Movimento Advogados do Brasil que hoje é comandado pela advogada Flávia Ferronato.

Reunimos em poucos dias mais de 2 mil autorizações de Advogados para subscrever o Manifesto que, como podem ver na imagem abaixo, o próprio Sérgio Moro compartilhou.

Agora, quase um ano depois os Advogados subscritores do Manifesto são surpreendidos com a notícia de que Sérgio Moro aceitou dialogar com a OAB enviando informações que poderão instruir um processo de impeachment contra o Presidente da República que na época também defendeu Sérgio Moro contra todos os ataques promovidos pela mídia.

Não me arrependo de ter promovido a defesa de Sérgio Moro na época, representando os Advogados brasileiros, porque era o correto a se fazer. No entanto, me surpreendo com a possibilidade de Sérgio Moro dar voz aqueles que queriam a sua cabeça, e se confirmar o envio de informações tendenciosas para a formação de um impeachment restará claro que ele nunca foi digno da confiança que o povo brasileiro lhe depositou outrora.

Sérgio Moro, o senhor não traiu apenas o Presidente da República, traiu toda a República e o povo brasileiro, pondo inclusive em grande risco as condenações da Operação Lava Jato.

Pierre Lourenço. Diretor Jurídico do Instituto Nacional de Advocacia – INAD

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários