Ex-presidente da 'Andrade' volta para o xilindró. E quem mandou prender não foi o Moro

Otávio Marques de Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, foi solto na sexta-feira (5), passou o carnaval em casa e nesta quarta-feira (10) já recebeu nova ordem de prisão.
O executivo foi solto em razão do fechamento de acordo de delação premiada com a força-tarefa da Operação Lava Jato.
Entretanto, por ordem do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, que conduz os processos referentes a propinas na estatal Eletronuclear, ele foi novamente preso.
Todavia, nesta quinta-feira (11), a defesa de Azevedo deve entrar com uma petição na Justiça Federal do Rio de Janeiro para esclarecer a Bretas as condições do acordo de delação premiada que permitiram a soltura do empresário.
Azevedo voltou à prisão preventivamente porque tinha contra si um segundo mandado de prisão, decretado pelo juiz federal fluminense. 
O executivo foi encaminhado à carceragem da Polícia Federal em São Paulo e, caso a petição de seus advogados não seja atendida, será transferido ao Rio de Janeiro.
da Redação

                           https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça