Doutrinação: Professora pede redação sobre 'charge' de Bolsonaro em cima de pilha de cadáveres

É de praxe o Presidente Jair Messias Bolsonaro utilizar de frases e palavras fortes em suas falas e pronunciamentos.

Aproveitando um desses momentos, o chargista Duke, utilizou a fala “E Dai?” dita pelo presidente ao ser questionado por jornalistas sobre o avanço do Covid-19, e o grande número de mortes no Brasil.

A expressão foi retirada de uma fala longa do presidente e acabou sendo explorada pela mídia.

O Chargista usou na imagem uma montanha de crânios e a figura do presidente sobre as mesmas, dando a entender uma desdenha com relação a mortes de pessoas.

Em Santa Rosa (RS), devido suspensão das aulas, a Secretaria de Educação decidiu que os alunos passariam a receber atividades entregues aos pais na escola ou por meio de aplicativos para serem resolvidos em casa e posteriormente entregues dentro de uma data estipulada.

Esta semana, uma professora de Língua Portuguesa da Escola Municipal de Ensino Fundamental Nossa Senhora da Glória, extravasou a sua militância política e enviou para seus alunos uma atividade com a imagem da Charge, solicitando que eles observassem e expusessem um sentido conforme sua ótica. Ela também enviou um áudio onde explicou o que os alunos precisavam fazer. Uma clara tentativa de doutrinação ideológica e um desrepeito ao presidente da República.

A professora lembrou que desde o sexto ano, eles vem estudando sobre gêneros variados. Também orientou que após analisar a imagem com linguagem verbal e não verbal (Desenho e Escrita), pedissem ajuda aos pais ou responsáveis e realizassem uma pesquisa nas mídias sociais buscando descobrir o que e quando ocorreu o fato ilustrado na imagem e relatassem em texto descritivo incluindo um título.

A atividade gerou insatisfação de país nas redes sociais que criticaram a temática enviada pela professora. Tentativa de influenciar os alunos de forma política, conforme seus próprios conceitos e ideologia.

Acionada, a Secretaria de Educação convocou a professora, exigindo que desconsiderasse a atividade, informando inclusive os alunos para que não realizassem a mesma.

Um fato lamentável que demonstra a clara doutrinação ideológica existente, fruto do aparelhamento protagonizado pela esquerda.

Confira a atividade:

Fonte Portal Plural.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários