São Paulo agoniza: Ou São Paulo acaba com Doria ou Doria acaba com São Paulo

No momento em que escrevo esta matéria, o país registra perplexo as consequências da administração nefasta do governador de São Paulo, João Agripino Doria.

Tristemente, vamos vendo empresas tradicionais, que fazem parte da história dos paulistas, fechando as portas definitivamente, num lúgubre desfile de falências.

Milhares de pequenas e médias empresas agonizam no Estado.

O governador censura e intimida a população, ao lado de seu esbirro, Covas.

Desobedece descaradamente os decretos do governo federal.

O país inteiro, além da sociedade paulista, se levanta contra o pequeno e insano ditador.

Doria parece movido por um ódio irracional a quem deve seu cargo, o presidente Jair Bolsonaro.

Quem paga o pato cruelmente é o povo, impedido de trabalhar, esmagado pelas polícias do governador que quer destruir São Paulo.

Como todo ditador, Doria tenta calar quem o critica, à força.

Formadores de opinião, youtubers, jornalistas, todos são vítimas de sua tentativa de censura.

Na metade do mês de abril, em certa manhã, uma reluzente viatura do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) para diante de meu studio e dela saem dois policiais com uma intimação para o proprietário do canal ‘Marco Angeli Full’ no You Tube. Os policiais vinham da casa de minha parceira, Yara Katagiri, que também havia sido intimada.

Motivo: queixa crime do governador Doria pelo conteúdo de um de nossos vídeos, onde denunciamos o que hoje já é uma evidência: a falência do Estado gerido por incompetentes.

A intimação nos obrigava a depor no Deic em alguns dias, sob pena de condução coercitiva.

Doria exercia, naquele momento, um poder ditatorial e anticonstitucional de censura contra quem ousasse desafiá-lo.

Não fomos os únicos.

Outros jornalistas sofreram o mesmo.

Alguns se calaram, outros não.

Neste momento, pedimos o apoio de nossos amigos e aos que nos acompanham para manter nosso canal, nossa liberdade e integridade.

Precisamos de seu apoio para responder ao processo, e continuar nosso trabalho.

Nesta situação, para que possamos manter nosso compromisso para com a liberdade de expressão - de todos nós - precisamos do apoio de todos os nossos amigos.

Como devem imaginar, não é fácil lutar contra quem tem o poder - e a grana - nas mãos.

Contamos com vocês.

O que vale não é o valor, mas a presença e a força.

E a liberdade de todos nós, hoje ameaçada.

As motivações para a ação perniciosa do governador contra o Estado e o povo são inúmeras, e conhecidas por muitos.

E não podem ser explicadas de forma alguma como pura incompetência.

O fato é que o Estado de São Paulo é um barril de pólvora prestes a explodir.

E Doria não vai, nem de longe, assumir a responsabilidade por esse desastre.

Não faz parte de sua genética assumir seus atos.

Foi exatamente assim que abandonou, na cara dura, a prefeitura de São Paulo para se agarrar ao então candidato Bolsonaro - a quem traiu assim que pode - e virar governador.

A respeito desse homem, Bolsonaro disse hoje, se dirigindo aos empresários do Estado::

“Um homem está decidindo o futuro de São Paulo, o futuro da economia do Brasil. Os senhores, com todo o respeito, tem que chamar o governador e jogar pesado, porque a questão é séria, é guerra. É o Brasil que está em jogo, se continuar o empobrecimento da população daqui a pouco seremos iguais na miséria”.

É isso. Com a economia, vai embora também nossa cultura, as tradições paulistanas e nosso orgulho.

Hoje, viraliza a notícia - considerada fake - do fechamento da rede Galeto´s, tradição paulista, com mais de meio século de presença em São Paulo.

Pode ser fake.

Ou não...

Mas a pergunta é: por quanto tempo mais aguentarão as empresas -grandes ou pequenas, antigas ou recentes- do Estado, reféns de um governante que quer acabar com o trabalho e com a economia?

Apoie a independência do nosso trabalho. Colabore com qualquer valor através da NOSSA VAKINHA VIRTUAL

Veja o vídeo

Marco Angeli Full

https://www.marcoangeli.com.br

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários