Sérgio Moro, o anjo caído!

Nesta manhã enquanto me arrumava, assistindo ao jornal, me veio à lembrança de um personagem bíblico que muito se assemelha ao personagem que Sérgio Moro se prestou a fazer nas últimas semanas e que está cada vez mais se apoderando da personalidade do personagem, ao invés de se desfazer do mesmo no teatro que ele criou.

O personagem que me veio em mente é o do anjo caído, Lúcifer, que era tido como o anjo mais belo do reino dos céus, mas que por uma questão de vaidade, o orgulho corrompeu o seu ser e passou a se achar maior do que Deus, cobiçando o trono Divino, vindo com isso a ser expulso do reino dos céus junto com a terça parte dos anjos que se aliaram ao anjo traidor.

O livro de Isaías retrata como aquele anjo que traiu a Deus e se corrompeu foi atirado à terra:

“Como você caiu dos céus, ó estrela da manhã, filho da alvorada! Como foi atirado à terra, você, que derrubava as nações! Você, que dizia no seu coração: "Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembleia, no ponto mais elevado do monte santo. Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo". Mas às profundezas do Sheol você será levado, irá ao fundo do abismo!” (Isaías 14:12-15).

Já no livro de Ezequiel afirma que o orgulho corrompeu a sabedoria de Lúcifer, vindo ele a pecar contra o Criador:

“Seu coração tornou-se orgulhoso por causa da sua beleza, e você corrompeu a sua sabedoria por causa do seu esplendor. Por isso eu o atirei à terra; fiz de você um espetáculo para os reis. Por meio dos seus muitos pecados e do seu comércio desonesto você profanou os seus santuários. Por isso fiz sair de você um fogo, que o consumiu, e reduzi você a cinzas no chão, à vista de todos os que estavam observando” (Ezequiel 28:17-18).

Ainda, na literatura bíblica não poderíamos deixar de mencionar o milenar provérbio salomônico que diz:

“A soberba precede à ruína; e o orgulho, à queda” (Provérbios 16:18).

O fato de Sérgio Moro querer a divulgação de todo conteúdo do vídeo da reunião ministerial, demonstra que ele está com a única intenção de tentar derrubar o Presidente da República, uma vez que o vídeo deveria permanecer em sigilo, sendo certo que se fosse divulgar algum trecho para o público deveria ser apenas a parte que trata da discussão entre o Presidente e o ex-ministro.

No entanto, Sérgio Moro quer que a íntegra do vídeo seja divulgada apenas para desgastar todos os ministros de estado com os membros dos demais poderes e com outras nações, em uma atitude mesquinha e infantil.

Parece que o orgulho e a vaidade de Sérgio Moro o fez perder a sabedoria que outrora possuiu, e a sede de Poder o fez perder a serenidade, humanidade e senso de justiça, o que o levou a afrontar aquele pelo qual ele devia lealdade e obediência.

Por tal razão Sérgio Moro merece o mesmo destino do anjo caído, ser lembrado para sempre como um grande traidor.

Pierre Lourenço. Diretor Jurídico do Instituto Nacional de Advocacia – INAD

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários