Bolsonaro desmente Folha, O Globo e Crusoé, e dispara: “Não vou me submeter a interrogatório” (veja o vídeo)

Na manhã desta sexta-feira, 15, o presidente da República, Jair Bolsonaro, desmentiu matérias que utilizaram subjetivamente frases soltas do vídeo da sua reunião ministerial.

As matérias exibidas por Bolsonaro, publicadas pela Revista Crusoé, O Globo e Folha de S. Paulo, afirmavam que o presidente havia interferido na Polícia Federal.

“Eu espero que tudo o que eu falei na reunião de ministros seja liberado pelo ministro Celso de Mello. Porque é lamentável o comportamento da imprensa”, disse Bolsonaro.

O presidente listou como cada veículo de comunicação se aproveitou de forma negligente de frases soltas na gravação.

“Crusoé: Botou três frases completamente soltas, nada tem a ver com a verdade, Nada. [...] Não é verdade.
O Globo: ‘Bolsonaro reclamou da PF e de serviço de inteligência’ (manchete do O Globo). Na mesma entoada eu falei: ‘inteligência da PF, inteligência das Forças Armadas e da Abin’. [...] Não é verdade, o jornal [O Globo] continua sendo parcial, é uma vergonha.
Folha de S. Paulo: Mais escandaloso ainda. ‘Vou interferir e ponto final’ (manchete da Folha). [...] Consegue se superar, é triste isso aqui”, explicou Bolsonaro.

O chefe do Executivo, reiterou que espera que a divulgação do vídeo seja em breve e pediu para que a população ‘guarde’ essas matérias, para relembrá-las.

“Daí vão me criticar porque eu falei palavrão, vão dizer que um presidente que fala palavrão não está a altura de ser presidente”, falou.

E prosseguiu:

“Eu acho que tá a altura um presidente que rouba e ‘mete a mão’. Esse tá a altura! Que fala bonito fala manso, como um ex-presidente ‘boca mole’ que continua falando besteiras por aí”, detonou.

Após desmascarar as matérias da grande mídia, os jornalista presentes começaram um interrogarório de forma insultuosa.

“Eu não vou me submeter a um interrogatório da parte de vocês. [...] Não vem com palhaçada, é palhaçada o que você tá fazendo”, finalizou Bolsonaro

Confira:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários