Ei, você é gado?

Olho cada dia mais perplexo para a dura e cruel vida que leva o gado brasileiro. Amanhecem com o rosto cheio de determinação, ousadia não os falta, se dirigem para frente do computador, acessam as redes sociais e começam sua rotina de insultos, memes e todo acervo vocabular que provem de suas mentes alimentadas à base de demência, mentiras, desinformação e muita canalhice.

O bom e velho gado mantido dentro da cerca ideológica esquerdista não se acha em cativeiro. Pelo contrário, odeiam a liberdade dos campos abertos e rejeitam a imagem de ter que sobreviver por si mesmos. Preferem a boa e velha ração diária já mencionada e mais alguns litros de ódio.

Fato curioso é detectar a total ausência de percepção que sofrem tais seres, algo que desperta em mim a mais terrível tristeza, e me faz perder noites, horas de estudo e toda oportunidade de festejar a liberdade, que ainda não me foi tirada, junto à mina família. Esse gado não se vê como tal, não, acreditam ser leões poderosos que se colocam em defesa de paladinos da democracia, de salvadores da pátria, e dos mensageiros da sofisticação e da ciência.

As liberdades individuais estão sendo destruídas em todo território nacional, o que diz o gado? algo necessário para salvar vidas. A corrupção consome os recursos que são enviados para os estados a fim de socorrer vítimas do vírus chinês, Que diz o gado? Mentira da mídia fascista. A economia em recessão levará fome, miséria e violência para todo o país, o que diz o gado? Derrubando o presidente e sua massa de eleitores nazistas, recuperaremos a nação.

Do alto de sua superioridade intelectual e idoneidade moral (idoneidade esta que protege criminosos e legitima políticas fascistas, ou devo dizer socialistas?) atacam conservadores, cristãos, gays que não se prostram diante do marxismo, mulheres que não são escravas do feminismo e jornalistas que possuem a coragem de não ser marionetes e meninos de recado

Para este gado tão bem refinado, educado e cheio de sofisticação, tudo que se opõe a suas ideias é ato antidemocrático, é um ataque às instituições e um crime hediondo contra a sua afetação e desonestidade. Afinal, socialismo acima de tudo, armas para bandidos, para os ricos e nenhuma para o povo ordeiro e trabalhador, muito caviar, champanhe, TV paga e pacote Netflix para eles, enquanto você, tem por banquete o som da barriga vazia, as lágrimas na mesa e o terror a consumir sua cabeça.

Em um país onde a foice e o martelo são símbolos de esperança, a cruz cristã representa ódio e fanatismo, a verdade se esvazia de significado e a cultura do medo, do não reaja e do fique em casa prospera. Temo que não teremos por muito tempo cabeças pensantes e livres , mas teremos, por outro lado, muitas cabeças de gado.

Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo. (Gálatas 1:10)

Carlos Alberto Chaves Pessoa Júnior

Professor. É formado em Letras pela UFPE.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários