No Pará mais de 2,6 mil multas foram aplicadas a quem descumpriu o decreto e PGR sai na caça do governador

No Pará do governador, Helder Barbalho (MDB), já foram aplicadas 2.644 multas por desobediência às regras impostas após a aplicação de um decreto que estabelece o lockdown no estado.

O decreto proíbe a circulação de pessoas nas ruas (sem justificativa) e a abertura de comércios considerados ‘não essenciais’.

O número excessivo é reflexo de uma semana de operação de agentes da segurança pública que atuaram nas barreiras policiais entre os dias 10 a 17 de maio.

O decreto que estava agendado para acabar no domingo, 17, foi prorrogado até o dia 24 de maio e afeta um total de 16 municípios.

Segundo informações, Helder Barbalho não descarta a possibilidade de prorrogar ainda mais o lockdown.

Enquanto isso, a PGR está na 'caça' de governadores suspeitos de corrupção em compras emergenciais no cambate ao Covid-19.

Já foi requerido so Superior Tribunal de Justiça (STJ) a abertura de inquérito contra Helder Barbalho.

Fonte: Estadão

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários