Cardozo e as reuniões ministeriais do governo Dilma: “Mãos ao alto, excelência!”

Momento de humor impagável.

Debatendo se o vídeo da reunião ministerial deve ser divulgado no todo ou em parte, o petista José Eduardo Cardozo, advogado-geral da União e depois ministro da Justiça no governo Dilma Roussef, afirma que, “no governo de que fiz parte, as reuniões ministeriais eram reuniões SOLENES, com toda a formalidade! Eu tratava a presidente de “senhora presidenta”, ela tratava a mim e aos demais ministros de “Vossa Excelência”. Nunca se falou um palavrão!”

Que coisa linda, meu Deus do céu!

No governo do qual o senhor Cardozo fez parte, assaltaram (ou continuaram assaltando, melhor dizendo) a Petrobras; roubaram a Eletrobrás; quebraram (de tanta roubalheira) os fundos de pensão das estatais; fizeram a alegria das empreiteiras, que em sinal de gratidão criaram até departamentos só para distribuir propina aos petistas e aliados.

Em suma: o governo do qual o senhor Cardozo fez parte assaltou os brasileiros, mas - vejam bem! - fez tudo isso de forma muito solene e polida, sempre chamando a todos de “Vossa Excelência”.

- Isto é um assalto! Vossa Excelência poderia por fineza passar a carteira e o celular? Muito grato, Excelência!

Obrigado, senhor Cardozo, por nos proporcionar (ainda que involuntariamente) esse momento de humor. Ajuda a distrair nestes tempos de quarentena.

Marcelo Rocha Monteiro. Procurador de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários