O país em risco, Polícia Federal sucateada, com carência de servidores e corte de verba

A verdade vem a tona. Inúmeras operações da Polícia Federal que já poderiam ter sido deflagradas, estão paralisadas por absoluta falta de estrutura. É a realidade em todo o Brasil.
Está faltando verba inclusive para o básico, como compra de combustível.
É notório entre os  servidores da instituição a crença de que o enfraquecimento do órgão é proposital, uma espécie de 'castigo' pelo fato de investigações anteriores terem chegado a personagens que gravitam em torno do poder.
Lamentavelmente, o comando da PF se mostra alheio à crise.
No Paraná, por exemplo, epicentro das investigações da Lava Jato, a carência de servidores e as falhas na estrutura despontam e interferem diretamente nos trabalhos, a ponto de o juiz Sergio Moro, no início do ano, atendendo pedido de investigadores da Operação Lava-Jato, ter autorizado a liberação de recursos recuperados pela Justiça, para que as investigações em andamento não fossem interrompidas por falta de dinheiro para despesas básicas.
Por outro lado, em dezembro de 2015, um grupo de delegados da Polícia Federal assinou uma carta endereçada ao ministro José Eduardo Cardozo, manifestando contrariedade ao corte de 133 milhões de reais no Orçamento de 2016.
O orçamento previsto inicialmente para a corporação atingia 1 bilhão de reais. O corte de 13%, no entanto, imposto pelo Congresso, atingiu o coração das atividades, como operações especiais de combate a corrupção.
Infelizmente o sucateamento da PF representa uma avassaladora derrota da sociedade.
da Redação

                          https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Denúncias