Dossiê hidroxicloroquina: terrorismo contra o remédio (Veja o vídeo)

A hidroxicloroquina apresentou sucesso significativo e conteve a pandemia do vírus chinês no Senegal, por exemplo. Em Nova York, foi usada pelo Dr. Vladimir Zelenko com resultados positivos em mais de 900 pacientes. Porém, no Brasil, apesar dos esforços de médicos e virologistas renomados, como o Dr. Paolo Zanotto e o Dr. Luciano Azevedo, o remédio foi criminalizado por políticos de esquerda, aproveitadores em geral, parte da grande mídia, e acabou sendo atacado em debates políticos/ideológicos. Mas, por que os ataques constantes a esse medicamento, que é usado com sucesso há 70 anos?

Qual o argumento científico que comprova, por exemplo, a eficácia do lockdown a curto e longo prazo, e seus efeitos no corpo humano e na sociedade?

Será que os políticos e os cientistas do ‘fique em casa para sempre’ estão realmente preocupados com sua saúde?

Ou será que eles querem apenas impor uma narrativa política e desestabilizar de vez o Brasil?

Veja a reportagem:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários