assinante_desktop_cabecalho
assinante_desktop_menu_principal

Tarcísio desmente cabalmente 'fake news' de O Antagonista

Ler na área do assinante

Nesta terça-feira, 26, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, desmentiu matéria difamatória que o site ‘O Antagonista’ fez contra ele.

Na publicação, o site insinua que Tarcísio está favorecendo o empresário Rubens Ometto ao tentar emplacar o novo Plano de Desenvolvimento e Zoneamento Portuário (PDZ) do Porto de Santos.

“O empresário preferido de Tarcísio de Freitas”, diz a manchete tendenciosa da matéria.

Confira:

Segundo O Antagonista, esse tal ‘favorecimento’, iria acarretar em uma série de prejuízos, como o desemprego de inúmeros trabalhadores.

Tarcísio tratou de explicar que a insinuação de O Antagonista não compactua com a realidade.

“Duas notas do Antagonista colocaram em suspeição nosso planejamento para Porto de Santos e ampliação do modal ferroviário através de investimentos privados”, escreveu Tarcísio.

Segundo o ministro, ele conversou com Cláudio Dantas (um dos donos do site e autor da matéria), pelo Twitter e enviou notas explicando a base técnica da estratégia do Ministério da Infraestrutura.

Assim explicou o ministro:

“A pera ferroviária que a matéria faz referência não será operada por nenhuma das empresas citadas no texto. Ela já faz parte do estudo de desestatização do Porto de Santos e vem sendo discutida, inclusive, com o MPF. Atenderá 13 terminais e evitará gargalo logístico no acesso ao porto.”

E prosseguiu:

“Sobre Malha Paulista. Vantajosidade foi comprovada no TCU após contribuições do tribunal fechando projeto com R$ 6 bilhões de investimento privado (40 municípios), R$ 2,9 bilhões de arrecadação, R$ 1,6 bilhões de passivo quitado e 10000 empregos. Capacidade da ferrovia sai de 35 milhões de toneladas para 75 milhões de toneladas.”

O ministro também explicou que também não confere suspeição à licitação do Terminal de Alemoa, pois a pasta está agindo para evitar concentração excessiva no setor.

“Estamos seguros em afirmar que o planejamento desenvolvido no Ministério da Infraestrutura é estritamente baseado em critérios técnicos, amplamente discutido junto a órgãos de fiscalização e controle em todas etapas e tem sido construído com total transparência junto ao mercado e à sociedade”, finalizou Tarcísio.

Mesmo com a explicação convincente e satisfatória do ministro, a notícia criada pelo site O Antagonista, permanece no ar.

Confira a publicação do ministro:

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários