O Inquérito das “Fake News” ou Inquérito da Censura tem o alvo definido

A Polícia Federal, a mando do ministro do STF, Alexandre de Moraes, cumpre 29 mandados de busca e apreensão contra deputados federais, jornalistas, ativistas, empresário e até humoristas de direita e alinhados com o presidente Jair Bolsonaro.

Até agora, já foram alvo da perseguição o jornalista do Terça Livre, Allan dos Santos, os deputados estaduais Douglas Garcia e Gil Diniz, o deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RIO), os deputados federais Bia Kicis e Carla Zambelli, Daniel Silveira, Filipe Barros, Luiz Phillpe de Orleans e Bragança, empresário Luciano Hang, além do humorista Rey Bianchi.

O ministro Moraes determinou ainda que deputados deverão ser ouvidos no inquérito nos próximos dias. Eles não foram alvos de mandados nesta quarta. São eles:

Deputados federais

Bia Kicis

Carla Zambelli

Daniel Lúcio

Filipe Barros

Geraldo Junio

Luiz Phillipe de Orleans e Bragança

Deputados estaduais

Douglas Garcia

Gildevânio Ilso

Ao todo, a operação tem 29 mandados de busca e apreensão. As ordens foram expedidas pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, relator do inquérito.

Além de Rio de Janeiro e Brasília, há mandados para ser cumpridos também nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina.

da Redação

Comentários