O editorial de O Globo e a defesa da censura imposta pelo STF

Nesta sexta-feira, 29, em seu editorial, o jornal O Globo fez uma veemente defesa do Supremo Tribunal Federal (STF) e de suas últimas decisões no malfadado "Inquérito das Fake News".

Confira:

A determinação do ministro Alexandre de Moraes constrangeu e censurou jornalistas, políticos, empresários e inclusive um humorista, que receberam em suas residências, na quarta-feira (27), a visita de agentes da Polícia Federal (PF), por volta das 6h da manhã, para cumprirem 29 mandados de busca e apreensão.

Segundo O Globo, o presidente Jair Bolsonaro é um dos principais responsáveis pelo 'mau estar' entre os poderes, pois “tem exercitado com grande competência a capacidade de criar tensões políticas”.

“Agora, cresce em irresponsabilidade no enfrentamento inaceitável que passou a fazer ao Supremo, a mais alta Corte do país. Afrontá-la é um ataque à Constituição, à democracia”, diz o texto.

O editorial ainda cita que é inaceitável a “tese bolsonarista de que o direito constitucional à liberdade de expressão protege os autores de mentiras e ataques pelas redes sociais, alcançados agora pelo inquérito do STF".

Ora, estando o inquérito sob sigilo, a conclusão do jornal é, no mínimo, leviana.

O Globo perdeu totalmente a noção do bom senso e da decência.

Na realidade apoia a censura implementada pela Corte, pois vê nessa agressão a possibilidade de sufocar a mídia independente e diminuir o alcance das mídias sociais.

Vergonha escancarada.

da Redação

Comentários