Bolsonaro deu um basta. E agora? (veja o vídeo)

Que lições se pode tirar da ação do STF contra apoiadores do Governo?

No último dia 27, uma ação de busca e apreensão de celulares e computadores de apoiadores do Governo Bolsonaro causou indignação em todos que defendem a liberdade. A ação foi feita a mando do ministro do STF Alexandre de Moraes. Atingiu jornalistas, deputados e empresários.

O que mais me preocupou, no entanto, foram as reações da militância pró-Bolsonaro nas redes sociais. O evento mal tinha ocorrido e já tinha gente cobrando posições do Presidente, do Ministro da Justiça e do Procurador-geral da República, que ao longo tomaram posições contrárias. Claro, cobranças devem ser feitas, mas ficou evidente a sensação de desorientação.

O que acontece é que um poder popular sem organização pode facilmente se voltar contra si mesmo em vez de desgastar os adversários.

É preciso entender que não existe poder útil sem organização, nem organização sem hierarquia, nem hierarquia sem disciplina, nem disciplina sem treino, nem treino sem plano, nem plano sem liderança para apontar a direção e conduzir as ações.

Neste vídeo, faço uma breve introdução sobre o tema. É um resumo da live "Hora Conservadora nº 15", que transmiti na noite do dia 27 para o dia 28/05, falando sobre conceitos básicos da formação de militância, leitura de cenário e meios de ação. Quem gostar do vídeo, veja também a live.

Confira:

Herbert Passos Neto

Jornalista. Analista e ativista político.

Comentários