O império da corrupção

O equívoco do eleitor que vota em corrupto sob a justificativa de que ele 'rouba, mas faz' continua a prevalecer nas eleições nacionais, e as consequências maléficas são bem conhecidas em todo o quadrante nacional, principalmente na escolha de nossos prefeitos e governadores.
A virose corrupta do país, além da dengue, chikungunya e do vírus zika, causador da microcefalia, chama-se PT e toda a sua cúpula partidária. O seu projeto político de dominação das instituições através de manobras solertes visando a sua perpetuação no poder foi abortado, a partir do processo do mensalão. O petrolão foi apenas uma continuação da jornada corrupta do PT.
A quantidade de políticos do PT, do baixo ao alto clero, envolvido em falcatruas, é uma realidade inquestionável. Mas isso não punge a consciência de seus parlamentares e nem de seus empedernidos eleitores.
Vejam que vergonha nacional: (1) Lula um exemplar corrupto, agora está sendo desmascarado. Era pobretão e hoje ostenta o patamar superior da elite brasileira, a mesma elite da qual ele, Tarso Genro e outros petistas hipócritas e parlapatões tanto tiravam sarro e achincalhavam; (2) Dilma, um poste inventado por Lula, não teve competência nem para administrar as suas lojinhas de artigos R$ 1,99, fechadas em Porto Alegre. Ela afundou o Brasil, usou pedaladas fiscais para promover a sua reeleição, cometendo crime de responsabilidade, sobejamente atestado por decisão unânime do TCU, que reprovou as suas contas. Como presidente do Conselho da Petrobras, Dilma sabia do que se passava na estatal, juntamente com o astucioso Lula da Silva, beneficiando-se de dinheiro ilícito da empresa para a sua campanha política, e agora não quer assumir responsabilidade.
Causa hilaridade o governo se socorrer de 30 juristas petistas para responder à petição impetrada por Hélio Bicudo (fundador do PT) e pelos professores de Direito Miguel Reale Júnior e Janaina Paschoal acerca do crime de responsabilidade praticada por Dilma Rousseff.  Ademais, qualquer estudante de Direito sabe que Dilma cometeu crime de responsabilidade. Mas nem as maquinações do PT  e da base de apoio impedirão a sua cassação, mesmo que o parecer do ministro, Luís Roberto Barroso, "um puxadinho do PT no STF", tenha trazido embaraços à Câmara Federal para a defenestração da presidente da República.
Senhores, o país atravessa um momento político delicado em que o PT tenta se safar das estripulias cometidas. De um lado está a patética mandatária do país, que se equilibra como pode para não cair e ensaia aplicar o conto do vigário na população ao pretender ressuscitar a CPMF para pagar os erros de seu desastrado governo. Do outro lado, o ex-presidente Lula está sendo convocado pela Justiça para explicar a sua relação promíscua com empresários envolvidos na Operação Lava-Jato, bem como o seu patrimônio econômico dissimulado em sítio (Santa Bárbara, em Atibaia-SP) e cobertura (Edifício Solaris, em Guarujá-SP), cuja propriedade é negada por Lula. Aliás, impressiona como Lula tem amigos que lhe franquiam viver de benesse, inclusive a sua família.
Assim, quando se espera que parlamentares usem a tribuna para defender os interesses da nação, eis que no Congresso Nacional políticos petistas e da base de apoio se revezam para defender o falso demiurgo Lula como se ele estivesse acima da lei ou vivesse em estado de anomia.
Júlio César Cardoso

                                 https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e servidor (federal) aposentado. 

Mais de Júlio César Cardoso

Comentários

Notícias relacionadas